Governo do Distrito Federal
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
18/01/24 às 21h00 - Atualizado em 19/01/24 às 16h25

👨🏻‍⚕️👮🏻‍♀️ Servidores das forças ganham política de qualidade de vida no trabalho

 

Carolina Alonso, e Marcelo Klotz, da Ascom/SSP-DF

 

A Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal (SSP/DF) publicou nesta quinta-feira (18), no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF), a Política de Qualidade de Vida no Trabalho. A iniciativa é fruto do eixo Servidor Mais Seguro, do programa DF Mais Seguro – Segurança Integral, lançado no ano passado pela pasta, e prevê ações de suporte e de prevenção de riscos à saúde para todos os profissionais do sistema de segurança pública do DF.

 

O objetivo da nova política é fomentar uma nova cultura organizacional nas forças de segurança, impactando diretamente na qualidade dos serviços prestados à sociedade. Para tanto, os órgãos deverão dar especial atenção às condições psicossociais dos servidores na relação com o seu trabalho e vida pessoal, visando a promoção do bem-estar, e considerando todos os aspectos de sua formação, em seus significados: pessoal, familiar, social e profissional.

 

A nova Política de Qualidade de Vida no Trabalho é fruto do eixo Servidor Mais Seguro, do programa DF Mais Seguro – Segurança Integral, lançado no ano passado pela pasta. | Foto: Divulgação/SSP-DF

 

“O cuidado com a saúde física e mental dos servidores das forças de segurança é crucial para garantir o desempenho eficaz e equilibrado de suas funções e, consequentemente, um serviço melhor à sociedade. Manter uma boa condição física e mental contribui não apenas para o exercício das atividades operacionais, mas também para a redução do absenteísmo e outros afastamentos que impactam na atividade do setor como um todo. Investir na saúde desses profissionais não apenas melhora seu bem-estar individual, mas também fortalece a segurança pública, promovendo um ambiente de trabalho mais resiliente e capaz de enfrentar os desafios complexos que enfrentamos diariamente”, destaca o secretário de Segurança Pública, Sandro Avelar.

 

Entre as prioridades da nova política estão os projetos e as ações destinadas à prevenção da violência autoprovocada e do suicídio, estabelecendo estratégias de prevenção para os profissionais em situação de risco. Também serão destinadas ações de preparação para a vida subsequente à aposentadoria, e de desenvolvimento de práticas de gestão, de atitudes e de comportamentos que contribuam para a proteção da saúde no âmbito individual e coletivo.

 

Conjunto de novas ações: olhar feminino

A pasta lançou recentemente uma série de ações para promover um ambiente profissional sadio e de integração nas forças de segurança pública do DF. Entre as ações, estão a criação da Política das Mulheres na Segurança Pública para o combate à desigualdade de gênero, o Conselho das Mulheres da Segurança Pública, que obriga a participação feminina nas decisões da alta gestão das corporações, a Comissão Especial de Prevenção e Combate ao Assédio, e o programa Ressignificar, que prevê a capacitação de 100% dos servidores do segmento no respeito e no combate à violência contra a mulher.

 

O novo olhar feminino nas corporações, que leva em conta as necessidades específicas das mulheres integrantes das forças, tais como os períodos de maternidade e amamentação, além das peculiaridades de cada órgão, estabelece um novo paradigma no combate à desigualdade de gênero na segurança pública do DF. É uma mudança que visa melhorar o trabalho das forças, estimulando o poder feminino, e resultando em ações mais eficazes no combate à violência doméstica e ao feminicídio. O DF é a primeira unidade da Federação com mulheres comandando as forças militares.

 

O Conselho das Mulheres da Segurança Pública está entre as ações lançadas pela SSP-DF, que obriga a participação feminina nas decisões da alta gestão das corporações

O Conselho das Mulheres da Segurança Pública está entre as ações lançadas pela SSP-DF, que obriga a participação feminina nas decisões da alta gestão das corporações. | Foto: Divulgação/SSP-DF

 

Ressignificar

Para o secretário de Segurança Pública, Sandro Avelar, os servidores da pasta devem liderar o exemplo de respeito às mulheres. “O programa Ressignificar é mais um esforço para que os profissionais se preparem dentro de casa e espalhem para o DF o respeito à mulher. Todo o governo está afinado nesse esforço de tentar fazer tudo o que pode ser feito para que a gente prestigie as nossas mulheres e possa fazer do DF um exemplo para o país. É um orgulho ter pela primeira vez na história do país duas mulheres à frente das nossas corporações militares, a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros Militar”, observou.

 

De acordo com o secretário Sandro Avelar, “é um orgulho ter pela primeira vez na história do país duas mulheres à frente das nossas corporações militares, a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros Militar” | Foto: Divulgação/SSP-DF

De acordo com o secretário Sandro Avelar, “é um orgulho ter pela primeira vez na história do país duas mulheres à frente das nossas corporações militares, a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros Militar”. | Foto: Divulgação/SSP-DF

 

Os cursos promovidos no âmbito do Ressignificar serão realizados em formatos presenciais e a distância, abordando temas jurídicos, abordagem humanizada, estratégias de prevenção, sensibilização, treinamento operacional e protocolos das forças. A matéria de combate à violência contra a mulher deverá, inclusive, constar dos editais de concursos públicos para ingresso nas forças do DF.

 

A Secretaria de Segurança Pública do DF já iniciou a produção dos materiais e ajustou o calendário do curso a ser realizado obrigatoriamente por todos os servidores. As aulas terão abertura de conteúdos por ciclos, que gradativamente serão liberados conforme conclusão de avaliações sobre o tema anterior, para que o servidor absorva o conteúdo e esteja apto a aplicar os conhecimentos em seu ambiente de trabalho.

 

DF Mais Seguro – Segurança Integral

As ações fazem parte do programa DF Mais Seguro – Segurança Integral e aborda o eixo Servidor Mais Seguro, que tem como objetivo promover qualidade de vida no trabalho, o aperfeiçoamento das habilidades e atenção à saúde dos profissionais públicos, fomentando o bem-estar físico e mental, com impactos visíveis no serviço prestado à sociedade.

 

Em 2023, as forças investiram cerca de R$ 1,7 milhão para capacitação dos servidores. Foram executados R$ 746 mil em programas de qualidade de vida do trabalho, cursos, programas de condicionamento físico e de atendimento biopsicossocial. Para este ano está prevista ainda a criação de um Centro de Apoio Biopsicossocial (CAB), com investimento de R$ 3 milhões.

 

Edição: João Roberto, da Ascom-SSP/DF

Governo do Distrito Federal