Governo do Distrito Federal
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
24/08/23 Ă s 18h26 - Atualizado em 24/08/23 Ă s 18h42

🚹📒PerĂ­cia criminal em feminicĂ­dios Ă© tema de livro de perita da PCDF

Adriana Machado, da Ascom – SSP/DF

 

Perita criminal da PolĂ­cia Civil do Distrito Federal (PCDF) desde 2013 e atuando exclusivamente em locais de crime, a cirurgiĂŁ-dentista por formação (UnB) Beatriz Figueiredo lançarĂĄ, na segunda-feira (28), o livro PerĂ­cia Criminal e o Valor JurĂ­dico da Prova Material. O evento ocorrerĂĄ no Instituto de CriminalĂ­stica (IC), localizado no Complexo da PCDF (ao lado do Parque da Cidade), e serĂĄ fechado a convidados. O livro foi todo produzido por mulheres e Ă© o primeiro no paĂ­s a tratar especificamente da temĂĄtica de inclusĂŁo da perspectiva de gĂȘnero durante o processamento local dos crimes praticados contra as mulheres. Ele poderĂĄ ser adquirido pelo site da editora.

“É muito simbĂłlico este livro ser lançado neste mĂȘs, devido ao Agosto LilĂĄs, que Ă© marcado pela luta contra a violĂȘncia de gĂȘnero, e, principalmente, por se tratar de uma autora que integra nossas forças de segurança e conhece a fundo os detalhes desse crime”Sandro Avelar, secretĂĄrio de Segurança PĂșblica

 

Cuidadosamente estruturada, a obra foi organizada em seçÔes que tratam sobre patriarcado, gĂȘnero e desigualdade sexista ao longo da histĂłria, tipos de agressĂŁo contra a mulher e a evolução legislativa da proteção Ă s vĂ­timas de violĂȘncia de gĂȘnero no Brasil. Os capĂ­tulos incluem anĂĄlises detalhadas sobre a prova material, contemplando tanto o papel da perĂ­cia criminal no curso do inquĂ©rito policial e do processo penal, como a anĂĄlise especĂ­fica de todos os vestĂ­gios comumente encontrados em locais de crime de feminicĂ­dio, alĂ©m dos respectivos valores forenses no contexto da violĂȘncia de gĂȘnero.

 

Lançamento ocorrerå no Instituto de Criminalística (IC), localizado no Complexo da PCDF (ao lado do Parque da Cidade), e serå restrito a convidados

“É muito simbĂłlico este livro ser lançado neste mĂȘs, devido ao Agosto LilĂĄs, que Ă© marcado pela luta contra a violĂȘncia de gĂȘnero, e, principalmente, por se tratar de uma autora que integra nossas forças de segurança e conhece a fundo os detalhes desse crime”, ressalta o secretĂĄrio de Segurança PĂșblica do DF, Sandro Avelar.

Especialista (Forp-USP) e mestra (Unicamp) em odontologia legal, com enfoque em gĂȘnero, Beatriz foi nomeada como diretora da DivisĂŁo de PerĂ­cias Externas, do Instituto de CriminalĂ­stica em 2022, e tornou-se a primeira mulher a ocupar o cargo. Foi uma das autoras do curso Aspectos Procedimentais do Protocolo Nacional de Investigação e PerĂ­cia em Crimes de FeminicĂ­dio do MJSP e do Protocolo Operacional PadrĂŁo, da PCDF, para o atendimento de vĂ­timas dos crimes contra a dignidade sexual, documentos que contribuĂ­ram para o aumento em mais de 150% no nĂșmero de registros de casos de violĂȘncia contra a mulher no DF.

“Identificar as mortes violentas de mulheres, quando em razĂŁo de gĂȘnero, como feminicĂ­dio, faz parte de um conjunto de estratĂ©gias destinadas a trazer visibilidade sobre a atribuição social de supremacia masculina, a fim de sensibilizar as instituiçÔes sobre a sua ocorrĂȘncia e recorrĂȘncia. A partir daĂ­, torna-se objetivo precĂ­puo promover e garantir os direitos das mulheres, estimulando, em paralelo, a adoção de polĂ­ticas de prevenção Ă  violĂȘncia pautada na desigualdade sexista”, explica a autora, Beatriz Figueiredo.

Edição: JoĂŁo Roberto e AgĂȘncia BrasĂ­lia

Governo do Distrito Federal