Governo do Distrito Federal
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
22/08/23 Ă s 14h09 - Atualizado em 22/08/23 Ă s 14h16

📉🚹NĂșmero de homicĂ­dios em queda consolida polĂ­tica de segurança pĂșblica do DF

AgĂȘncia BrasĂ­lia 

 

Desde o ano passado, quando o Distrito Federal atingiu o menor Ă­ndice de homicĂ­dios dos Ășltimos 46 anos, a cidade vem mantendo a redução das ocorrĂȘncias do crime. Entre janeiro e julho deste ano, foram registrados 150 casos, nĂșmero igual ao do mesmo perĂ­odo de 2022. Neste ano, a diminuição ficou por conta da quantidade de vĂ­timas, de 162 para 153, menor registro em 24 anos, segundo os dados da Secretaria de Segurança PĂșblica (SSP).

 

“Nos orgulhamos de dizer que temos reduzido quase todos os índices de criminalidade na nossa cidade, graças ao trabalho integrado das forças desde o primeiro dia de governo, lá em 2019”Governador Ibaneis Rocha

 

A manutenção dos Ă­ndices criminais mais baixos Ă© resultado da polĂ­tica de segurança pĂșblica aplicada pelo Governo do Distrito Federal (GDF). Desde 2019, as forças passaram a atuar de forma integrada e mais prĂłximas da comunidade, mais cidades conquistaram melhorias na infraestrutura de urbanização – como a implantação da iluminação pĂșblica em LED –, e o uso da tecnologia passou a fazer parte do cotidiano, com o monitoramento das manchas criminais – que revelam os tipos de delitos, incidĂȘncias, ĂĄreas e horĂĄrios – para a aplicação de açÔes estratĂ©gicas de combate ao crime.

 

Apesar dos registros de crimes entre janeiro e julho deste ano terem os mesmos nĂșmeros de perĂ­odo em 2022, a quantidade de vĂ­timas (153) Ă© o menor em 24 anos, segundo dados da SSP | Foto: Joel Rodrigues/AgĂȘncia BrasĂ­lia

“Nos orgulhamos de dizer que temos reduzido quase todos os Ă­ndices de criminalidade na nossa cidade, graças ao trabalho integrado das forças desde o primeiro dia de governo, lĂĄ em 2019”, destacou o governador Ibaneis Rocha durante evento de lançamento da nova sede da Secretaria de Segurança PĂșblica (SSP), no Ășltimo dia 15 de agosto. Para ele, a atuação conjunta das polĂ­cias Militar e Civil e de outros ĂłrgĂŁos Ă© o que permite a sensação de segurança na cidade.

 

Arte: AgĂȘncia BrasĂ­lia

O secretĂĄrio de Segurança PĂșblica, Sandro Avelar, salienta a transversalidade da atuação das forças e a sinergia com as lideranças comunitĂĄrias e religiosas e as entidades da sociedade civil. “Um princĂ­pio que temos trabalhado bastante Ă© o da integralidade da segurança pĂșblica. É a transversalidade em todos os esforços no sentido de buscar melhorias nos nĂșmeros e temos conseguido”, reforçou.

 

O titular da pasta tambĂ©m apontou outras açÔes indispensĂĄveis para o combate aos Ă­ndices criminais. “Essas obras que estĂŁo sendo feitas pelo governo tambĂ©m sĂŁo fundamentais. Uma cidade urbanizada, onde tem iluminação e pavimentação, e os prĂ©dios acolhem a população com dignidade, isso Ă© segurança pĂșblica”. E acrescentou: “A abordagem estratĂ©gica e territorial Ă© de suma importĂąncia tambĂ©m, porque estreitamos o vĂ­nculo entre nossas açÔes e a realidade cotidiana dos habitantes e compreendemos quais crimes e perturbaçÔes afetam atualmente a segurança e qualidade de vida dos cidadĂŁos”, enfatizou sobre o trabalho da inteligĂȘncia policial.

Cidades mais seguras

A implantação da iluminação pĂșblica em LED, uma ação de urbanização, estĂŁo entra as açÔes que contribuem para aumentar a sensação de segurança da população | Foto: Joel Rodrigues/AgĂȘncia BrasĂ­lia

O balanço criminal dos sete primeiros meses de 2023 tambĂ©m destaca a ausĂȘncia de ocorrĂȘncias de homicĂ­dio em oito regiĂ”es administrativas do DF. CandangolĂąndia, Cruzeiro, GuarĂĄ, Jardim BotĂąnico, Lago Sul, NĂșcleo Bandeirante, SIA e Sudoeste/Octogonal nĂŁo registraram nenhum caso neste ano.

No GuarĂĄ, a redução dos homicĂ­dios Ă© entendida como fruto da implementação de polĂ­ticas de combate Ă s drogas, a intensificação do policiamento junto Ă  comunidade e as melhorias na estrutura da cidade. “Temos melhorado a questĂŁo da iluminação na cidade, intensificado as podas de ĂĄrvores e a retirada de entulhos em ĂĄreas estratĂ©gicas. Tudo isso tem colaborado para termos uma das cidades mais seguras para se viver no Distrito Federal”, exemplificou o administrador do GuarĂĄ, Artur Nogueira.

 

À frente do 4Âș BatalhĂŁo de PolĂ­cia Militar (BPM) do GuarĂĄ, o comandante Adauton Santana contou que, nos Ășltimos anos, a força criou o policiamento comunitĂĄrio – que Ă© a atuação junto Ă  população para o atendimento de ocorrĂȘncias -, implantou o policiamento de motocicletas para as rondas e ampliou a rede de vizinhos – uma teia de contato no Ăąmbito da comunidade para vigiar eventuais ocorrĂȘncias.

 

AçÔes integradas das forças de segurança tĂȘm sido determinantes para a redução dos Ă­ndices de criminalidade | Foto: Joel Rodrigues/AgĂȘncia BrasĂ­lia

“Esse resultado do GuarĂĄ de zero homicĂ­dios estĂĄ muito ligado a implementação de todas essas novas modalidades de policiamento, unidas Ă  valorização profissional dentro do batalhĂŁo e a interação com a comunidade, que Ă© intensa na cidade. Tudo atuando num propĂłsito Ășnico de reduzir a criminalidade no Guará”, definiu.

 

O delegado-chefe da 4ÂȘ Delegacia de PolĂ­cia (GuarĂĄ), Anderson EspĂ­ndola, enfatizou o trabalho da PolĂ­cia Civil em conjunto com a PolĂ­cia Militar para combater o trĂĄfico de drogas na regiĂŁo. “Os homicĂ­dios no GuarĂĄ eram muito ligados ao trĂĄfico de drogas. Eram assassinatos entre traficantes de quadrilhas especializadas ou de usuĂĄrios por conta de pagamento”, revelou. “Intensificamos muito a investigação, identificamos quadrilhas e prendemos as principais lideranças. Com isso, conseguimos essa redução no que se refere ao homicĂ­dio”, completou.

 

Em regiĂ”es como Cruzeiro, CandangolĂąndia e NĂșcleo Bandeirante o investimento na substituição da iluminação para LED Ă© visto como mais um item de reforço na segurança pĂșblica. Em 2021, o Cruzeiro se tornou na primeira regiĂŁo do DF totalmente em LED, com a instalação de mais de 4 mil luminĂĄrias e investimento de R$ 2,1 milhĂ”es.

 

No caminho, seguem CandangolĂąndia e NĂșcleo Bandeirante, que tĂȘm recebido investimentos para a substituição das lĂąmpadas nas cidades com o objetivo de terem a iluminação pĂșblica completa no formato. Segundo a CEB Ipes, responsĂĄvel pelo serviço, as cidades estĂŁo com 90% da iluminação em LED.

 

 

Governo do Distrito Federal