Governo do Distrito Federal
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
9/05/23 Ă s 14h41 - Atualizado em 9/05/23 Ă s 14h43

đŸ–đŸŒđŸ‘©đŸŸâ€đŸŠ±đŸ‘±đŸŒâ€â™€ïžMulheres vĂ­timas de violĂȘncia domĂ©stica contam com atendimento 24h

AgĂȘncia BrasĂ­lia

 

As mulheres vĂ­timas de violĂȘncia domĂ©stica e familiar contam com delegacias especializadas que funcionam 24 horas por dia. A Delegacia Especial de Atendimento Ă  Mulher (Deam I), na 204/205 Sul, e a Deam II, em CeilĂąndia, tĂȘm o propĂłsito de acolher essas vĂ­timas e encaminhĂĄ-las aos espaços de assistĂȘncia criados pelo Governo do Distrito Federal (GDF), como Ă© o caso da Casa da Mulher Brasileira e da Casa Abrigo.

Unidades da Delegacia Especial de Atendimento à Mulher investem em capacitação para atendimento | Foto: Divulgação/SSP

“NĂłs estamos cada vez mais aprimorando o acolhimento para as mulheres vĂ­timas de violĂȘncia”LetĂ­zia Lourenço, delegada-chefe da Deam II

 

Somente em 2022, as duas delegacias especializadas somaram 7.458 ocorrĂȘncias relacionadas Ă  lei Maria da Penha, com mais de quatro mil medidas protetivas requisitadas. Apesar disso, o atendimento sobre violĂȘncia domĂ©stica por parte da PolĂ­cia Civil do Distrito Federal (PCDF) nĂŁo Ă© exclusividade das Deams.

 

Todas as delegacias circunscricionais da PCDF contam com seçÔes de atendimento Ă s mulheres. Ao todo, as delegacias do DF tiveram 16.949 de crimes de violĂȘncia domĂ©stica, com CeilĂąndia, Planaltina e Samambaia no topo do ranking das regiĂ”es com mais registros.

 

De acordo com a delegada-chefe da Deam II, LetĂ­zia Lourenço, o atendimento a essas vĂ­timas Ă© diferenciado. “NĂłs estamos cada vez mais aprimorando o acolhimento para as mulheres vĂ­timas de violĂȘncia”, afirma. “Os policiais sĂŁo capacitados para que haja esse atendimento humanizado”.

 

AlĂ©m do atendimento exclusivo nas Deams, as mulheres tĂȘm um espaço com privacidade para narrar os fatos a agentes preferencialmente do sexo feminino. ApĂłs isso, as vĂ­timas sĂŁo encaminhadas para acolhimento e apoio psicolĂłgico na Casa Abrigo e na Casa da Mulher Brasileira.

 

Atuação

A PCDF dispĂ”e tambĂ©m dos postos do NĂșcleo Integrado de Atendimento Ă  Mulher (Nuiam) na Deam I, 6ÂȘ Delegacia de PolĂ­cia (DP), 11ÂȘ DP, 29ÂȘ DP e 38ÂȘ DP. SĂŁo espaços cedidos pela corporação para que outras instituiçÔes do governo, da iniciativa privada e da sociedade civil organizada, possam atuar diretamente no acolhimento Ă s vĂ­timas.

 

As mulheres tambĂ©m contam com serviço online de registro de ocorrĂȘncias, que funciona 24h por dia. Somente no ano passado, a delegacia eletrĂŽnica registrou 1.172 ocorrĂȘncias relacionadas Ă  lei Maria da Penha, o que equivale a uma mĂ©dia de trĂȘs registros por dia.

 

“No final das contas, a denĂșncia Ă© o que move as açÔes da PCDF; entĂŁo, a gente pede que a mulher rompa esse ciclo e faça a denĂșncia para que a gente consiga trabalhar em prol de sua segurança”, reforça LetĂ­zia.

 

 

 

 

Governo do Distrito Federal