Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
27/02/13 às 14h46 - Atualizado em 29/10/18 às 12h39

Veja as principais notícias desta quarta-feira, dia 27

COMPARTILHAR

Sequestro-relâmpago diminui no DF

O roubo com restrição de liberdade, mais conhecido como sequestro-relâmpago, caiu 25,4% no Distrito Federal de 1° a 24 de fevereiro deste ano, em comparação ao mesmo período do ano anterior. Levantamento divulgado nesta terça-feira (26) pelo Núcleo de Estatística da Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal (SSP-DF) mostra que, nesse intervalo, foram registradas 47 ocorrências, contra 63 em 2012. Caso os números se mantenham até o final deste mês, a redução atingirá 40%, já que em todo o mês de fevereiro do ano passado foram registrados 78 casos.

Além disso, a atuação policial e a integração das forças de segurança pública no Programa Ação Pela Vida retiraram das ruas, em fevereiro, mais autores dessa modalidade criminosa. Em janeiro deste ano, seis pessoas foram presas pela prática desse delito. Em fevereiro, o número de prisões chegou a 13.

“A produtividade policial alcançada no ano passado mostra o comprometimento das forças de segurança. Mais de 11,5 mil criminosos foram presos, e 2,2 toneladas de maconha foram apreendidas. Nos dois casos, batemos um recorde histórico”, afirmou o secretário de Segurança Pública, Sandro Avelar.

*Fonte: Clica Brasília

Cinquenta pessoas detidas durante ação

Cinquenta pessoas foram detidas na tarde de ontem (26) na zona central de Brasília. Foram 14 na Galeria do Trabalhador da Asa Norte, identificado pela polícia como ponto de venda de drogas, e mais 36 no Setor Comercial Sul (SCS), em uma galeria subterrânea, popularmente conhecida como “Buraco do Rato”, onde funciona uma cracolândia.

A ação faz parte da Operação Asas, lançada na quinta-feira (21), para conter a criminalidade no Plano Piloto. Dez viaturas e 29 policiais participaram das prisões, que também confiscaram drogas, cachimbos de crack e outros materiais para utilização dos entorpecentes.

*Fonte: Alô Brasília

Preso grupo que fraudava seguradoras
Eles batiam os veículos para receber as indenizações

A Divisão de Combate ao Crime Organizado (Deco) apresentou, hoje, quatro integrantes de uma quadrilha que aplicava golpes em seguradoras de veículos. O grupo agia no Distrito Federal desde 2006. Com eles foram apreendidos três veículos importados que seriam usados para praticar o crime. Os veículos foram apreendidos e levados para o pátio da delegacia. A polícia acredita que outras pessoas estejam envolvidas nas fraudes.

Os integrantes da quadrilha foram identificados como Eldo Eloi Lopes, Robster França Pereira, Daniela Fernandes Gonçalves, Norma Fernandes Gonçalves, Amanda Moura e Silva e Luiz Augusto. Os dois últimos foram procurados pela polícia, mas não foram encontrados. O delegado-chefe da Deco, Henri Lopes, conta que os suspeitos compravam veículos a preços mais baratos que o de mercado, faziam o seguro e depois forjavam acidentes automobilísticos. “Eles davam perda total nos carros para receber a indenização do seguro referente à tabela Fipe, que era bem superior ao valor de aquisição dos veículos”, comenta o delegado.

*Fonte: Jornal Coletivo