Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
10/04/18 às 18h18 - Atualizado em 29/10/18 às 12h55

Produtividade das forças de segurança é divulgada

COMPARTILHAR

Por: Igor Nogueira

 

As forças de segurança do Distrito Federal divulgaram nesta sexta-feira (6) os dados de produtividade referentes a março. Representantes do Corpo de Bombeiros Militar (CBMDF), Polícia Militar (PMDF), Departamento de Trânsito (Detran/DF) e Polícia Civil (PCDF) estiveram presentes na sede da Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social (SSP/DF). A divulgação dos dados é parte da política de transparência do Programa Viva Brasília – Nosso Pacto Pela Vida.

 

Bombeiros

 

No mês passado, o destaque dos bombeiros foi o aumento no número de atendimentos pré-hospitalares quase dobrou. Saiu 1,6 mil em março de 2017 para 3,2 mil no mesmo período deste ano. Os atendimentos no trânsito também aumentaram 17% – 1,9 mil em 2017 e 2,2 mil no mesmo mês de 2018. As ocorrências de socorro, busca e salvamento somaram mais de 1,2 mil em março deste ano.

 

O aumento de atendimentos no trânsito, de acordo com o coronel Luiz Cláudio Barbosa Castro, comandante-geral do CBMDF, se deve ao maior número de pessoas circulando na cidade. “A questão do tempo, da chuva, e o retorno das férias contribuem para esse acréscimo”, acrescentou Castro.

 

PMDF

 

Entre janeiro e março de 2018, a PMDF atendeu quase 39 mil ocorrências – 13,6 mil apenas no mês passado. A quantidade de veículos recuperados também foi alta, somando mais de 1,3 mil no acumulado do ano. Apenas em março, 136 celulares foram recuperados.

 

No acumulado do ano, 537 armas foram apreendidas. De acordo com o coronel Marcos Antônio Nunes, comandante-geral da corporação, o número é resultado do trabalho de inteligência, que localiza os locais onde as armas são disseminadas. “A PMDF tem um trabalho muito forte em apreensão de armas de fogo. Desde o início do ano fizemos várias operações para apreender esse material”, afirmou.

 

A corporação também atuou no trânsito, garantindo que motoristas bêbados deixassem de circular. Foram 1,2 mil notificações por alcoolemia em março, o que representa mais de 40 autuações por dia. No acumulado do ano, o número ultrapassa a marca de quatro mil.

 

Detran

 

O Detran/DF deu atenção especial à educação de trânsito. Apenas em março, 21 cursos foram ofertados pela Escola Pública de Trânsito, atendendo quase 400 pessoas. Trinta e sete ações temáticas, como blitze educativas e ações sociais atenderam mais de 65 mil pessoas durante o mês passado.

 

O diretor-geral do órgão, Silvain Fonseca, destacou a atuação durante o 8º Fórum Mundial da Água. “O espaço serviu para que o Detran fizesse o atendimento das escolas. Cerca de 30 mil crianças passaram pelas nossas atrações, aprendendo sobre educação no trânsito. A intenção foi trabalhar com os motoristas do futuro”, afirmou.

 

O Departamento registrou 32 mortes no trânsito somente em março. Fonseca também divulgou outros dados de fiscalização. “Em março nós fizemos 78 operações da Lei Seca. Neste mês tivemos 158 pessoas presas por beber e dirigir, de acordo com dados da Polícia Civil”.

 

PCDF

 

As delegacias da PCDF registraram mais de 36 mil ocorrências em março, porém quando contabilizados os dados dos três primeiros meses do ano, o número ultrapassa a marca de cem mil. Mais de 1,5 mil inquéritos foram concluídos no mês passado e 9,6 mil no acumulado do ano. A instituição bloqueou 728 celulares roubados ou furtados apenas no terceiro mês do ano, resultado do programa Fora da Rede, implementado no início de março.

 

Durante a apresentação, Eric Seba, diretor-geral da PCDF, demonstrou a importância de concentrar esforços no combate ao tráfico de drogas. “Em 90% dos crimes contra a vida tem associação direta com o tráfico de drogas. Nos pontos onde conseguimos atacar com mais força, são os locais que tiveram maior redução no número de homicídios.”, afirmou.

 

As prisões em flagrante e por mandado tiveram aumento de 32,7% e 13,8% respectivamente em março. Também houve variação positiva no número de apreensões de menores – 17% nos casos de flagrante e 10% por mandados de busca e apreensão.