Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
22/03/19 às 14h56 - Atualizado em 22/03/19 às 14h56

Polícia Civil prende oito pessoas por envolvimento com o crime organizado

COMPARTILHAR

 

Adriana Machado (Ascom – SSP/DF), com informações da PCDF

 

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) deflagrou, nesta sexta-feira (22), a Operação Continuum, com o objetivo de cumprir mandados de prisão e busca e apreensão de envolvidos com facção criminosa de abrangência nacional. A ação resultou na prisão de oito pessoas, sendo sete nas cidades de Ceilândia, Sobradinho II e Santa Maria e uma em São Paulo. Elas foram indiciadas por integrarem organização criminosa, como previsto no Art. 2º do Código Penal.

 

A Operação, realizada por meio da Divisão de Repressão às Facções Criminosas da Coordenação Especial de Repressão à Corrupção, ao Crime Organizado e aos Crimes contra a Administração Pública e contra a Ordem Tributária (DIFAC/CECOR), ocorreu com o apoio do Ministério Público do Distrito Federal (MPDFT) e da Polícia Civil de São Paulo (PCSP).

 

De acordo com o delegado da DIFAC/CECOR, Maurílio Coelho, a pessoa presa em São Paulo enviava drogas para serem vendidas no Distrito Federal. “Esta pessoa tinha o objetivo de fortalecer a facção no Distrito Federal, enviando drogas para serem vendidas e, desta forma, obter recursos para o recrutamento de outras pessoas, inclusive menores de idade”.

 

As investigações tiveram início no final de 2018, com a finalidade de prender lideranças que ainda não tinham sido identificadas no decorrer da “Operação fora do ar”, deflagrada pela CECOR em dezembro.

 

As ações, tanto em São Paulo como no DF, foram executadas por policiais do Departamento de Polícia Especializada (DPE), da Divisão de Operações Especiais (DOE) e da Divisão de Operações Aéreas (DOA), todas da PCDF.

 

O nome Continuum, em latim, significa “uma sequência que aparenta não ter intervalos, fazendo com que cada etapa seja muito similar a seguinte”. A denominação faz referência ao trabalho ininterrupto da PCDF em combate às facções criminosas que tentam se instalar na Capital Federal.

 

Edição: Nicole Vasconcelos