Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
8/04/19 às 12h43 - Atualizado em 8/04/19 às 12h45

Polícia Civil desarticula quadrilha

COMPARTILHAR

Com informações da Polícia Civil

 

A Polícia Civil do Distrito Federal – PCDF, por intermédio da 9ª DP (Lago Norte), realizou a prisão de quatro homens acusados de integrar uma associação criminosa que atuava na prática de crimes de estelionato contra idosos, mediante fraude bancária. A ação ocorreu nesse domingo (7), a partir de dois meses de investigações que apontaram que o grupo estaria no interior de uma agência bancária do Lago Norte praticando os crimes.

 

No local, os policiais visualizaram os suspeitos embarcarem em um veículo cor prata. No estacionamento do Deck Norte foi realizada abordagem policial ao veículo. Com eles foram encontradas diversas máquinas de cartão de crédito; cartões bancários em nome de pessoas diversas; dinheiro; adesivos falsos com logomarcas de Bancos; dois dispositivos utilizados para reter cartões de crédito (chupa-cabra, pedaços de garrafa pet ou fita isolante).

 

Na delegacia, detidos confessaram a prática dos crimes cometidos e narraram com detalhes a forma como os golpes eram realizados. “Eles escolhiam uma determinada agência bancária, instalavam chupa-cabra, pedaços de garrafa pet ou fita isolante para reter os cartões das vítimas, colavam adesivos com número falso da central de atendimento da instituição bancária e, após isso, aguardavam a chegada das vítimas”, destaca o delegado Tiago Carvalho.

 

Com os dados da vítima, os criminosos realizavam compras e também utilizavam os cartões nas máquinas de cartão de crédito do grupo. “A suspeita é de que pelo menos 20 pessoas foram vítimas dos golpes praticados e que dez pessoas fazem parte dessa organização criminosa”, finaliza o delegado.

 

De acordo com a delegacia, a investigação prossegue com o objetivo de identificar outros envolvidos no esquema e, ainda, os beneficiários das máquinas de cartões de crédito apreendidas com o grupo criminoso.

 

Os autores vão responder pelos crimes de associação criminosa e estelionato tentado contra idoso. Após as medidas legais, os envolvidos foram recolhidos à carceragem da PCDF.