Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
11/12/21 às 18h39 - Atualizado em 11/12/21 às 18h48

🚨👧🏼👩🏽‍🦱👨🏻‍🦱 Participação popular marca ação realizada pela SSP/DF, na Estrutural

Adriana Machado, da Ascom – SSP/DF**

 

Há quase seis meses sendo realizado na Cidade Estrutural, o projeto Área de Segurança Prioritária (ASP), lançado pela Secretaria de Segurança Pública do DF (SSP/DF), ofereceu uma programação especial voltada aos moradores da região, neste sábado (11).

 

As atividades ocorreram no Centro da Juventude, localizado na área central da região, das 9h às 13h | Foto: Divulgação/SSP-DF

Foram realizados mais de duzentos atendimentos, o que incluiu emissão de carteiras de identidade, serviços de saúde e atrações culturais. Na sexta-feira (10), a população também conferiu a programação, chegando a 319 serviços acessados. As atividades ocorreram no Centro da Juventude, localizado na área central da região, das 9h às 13h.

 

“A ASP integra o programa DF Mais Seguro e que tem como objetivo principal melhorar a qualidade de vida dos moradores locais, por meio do acesso a serviços e atividades e das intervenções de enfrentamento qualificado à criminalidade, que são diárias”Júlio Danilo, secretário de Segurança Pública

 

“Desde o lançamento desta ação na região, temos levado os serviços oferecidos pela SSP, forças de segurança e órgãos governamentais parceiros. Esta ação foi mais uma oportunidade que encontramos de levar o governo para perto da população. Como nas ações anteriores, houve grande adesão. Foram mais de quinhentos serviços acessados, sem contar as visitas ao dispositivo montado, que contou com atividades de lazer para todos”, ressalta o secretário de Segurança Pública, Júlio Danilo.

 

O titular da pasta ressalta, ainda, a importância da implementação da ASP para a região. “A ASP integra o programa DF Mais Seguro e que tem como objetivo principal melhorar a qualidade de vida dos moradores locais, por meio do acesso a serviços e atividades e das intervenções de enfrentamento qualificado à criminalidade, que são diárias”, relata.

 

Servidores da Subsecretaria de Prevenção à Criminalidade, da SSP/DF, durante a ação deste sábado. Prohgramação foi definida a partir de trabalho prévio da Subsecretaria na região

 

A programação, definida pela Subsecretaria de Prevenção à Criminalidade (Suprec), foi aprovada pela população, como afirma o subsecretário da área, Sávio Ferreira. “O resultado não poderia ter sido melhor. Olhar nos olhos dessas pessoas e estar perto das atividades foi muito emocionante”.

 

A sensação é pactuada com a assessora da Suprec, Samara Vieira, que auxiliou o Instituto de Identificação, da Polícia Civil do DF, no cadastramento para emissão de carteiras de identidades. “Foi um trabalho muito gratificante, pois pude auxiliar a população nesse processo social importante para o exercício da cidadania”, compartilha.

 

A aproximação com a população também é destacada pela coordenadora de Políticas Sociais da SSP, Marina Fernandes: “Esses quase seis meses que estamos realizando ações na Estrutural nos permitiram conhecer melhor as necessidades da comunidade para aperfeiçoar nossas ações no território”.

 

Foram realizados mais de duzentos atendimentos, o que incluiu emissão de carteiras de identidade, serviços de saúde e atrações culturais| Foto: Divulgação/SSP-DF

Identidade Solidária

A solicitação de carteira de identidade foi um dos serviços mais procurados pela população. O número de RG emitidos chegou a 71 e os agendamentos para o Posto de Identificação mais próximo, no Cruzeiro, chegou a 188. Para o assessor da Suprec, Henrique Neuto, o serviço vai além da oportunidade de retirar um documento. “Perceber nos olhos das pessoas a alegria pelo acesso a sua identidade é gratificante, pois vai além da possibilidade de aquisição de benefícios que só com o RG é permitido, mas, sobretudo, gera a percepção da visibilidade que lhe foi oferecida a partir desse ato”.

 

O morador da Estrutural Carlos Henrique, de 43 anos, ficou satisfeito com o acesso ao serviço. “Eu estava precisando muito e contar com este serviço tão perto foi importante”. A moradora Crislaine da Silva, de 30 anos, também aproveitou a oportunidade para solicitar o serviço. “Esta é uma oportunidade muito boa para os moradores, pois estamos sempre na correria e poder retirar a identidade sem mesmo fazer o agendamento facilita muito”, completa a moradora.

 

Keila Costa, de 48 anos, aprovou a facilidade do serviço oferecido. “Essa ação é providencial para facilitar a vida das pessoas em vulnerabilidade social e retirar a identidade vai facilitar muito, principalmente para os adolescentes, que estão à procura de emprego e precisam da identificação”, conclui.

 

Edição: João Roberto

**Colaborou Henrique Neuto