Governo do Distrito Federal
19/01/23 às 14h29 - Atualizado em 19/01/23 às 14h32

Interventor Ricardo Cappelli abre reunião que discutiu esquema de segurança para a Supercopa Brasil em Brasília

Valquíria Cunha/Ascom-SSP/DF

 

(Brasília, 19/01/2023) – Na manhã desta quinta-feira (19), o interventor federal na segurança pública do Distrito Federal e secretário-executivo do MJSP, Ricardo Cappelli, participou da reunião entre a SSP/DF e as torcidas organizadas do Flamengo e do Palmeiras, para tratar de assuntos relativos à segurança pública na partida que ocorrerá pela Supercopa Brasil, a partir das 16h30 do dia 28 de janeiro, no Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha.

 

Ricardo Cappelli abriu a reunião falando sobre a importância de um evento desse porte para a capital federal: “O Distrito Federal viveu um momento muito difícil no dia 8 de janeiro, como todos acompanharam, um dia triste e inaceitável para a democracia brasileira. Fui consultado pelo novo secretário-geral da CBF, Dr. Alcino Reis Rocha, para saber se Brasília teria condições de segurança para receber a Supercopa Brasil. Eu respondi que tenho plena confiança nas forças de segurança do Distrito Federal e que o jogo poderia ser realizado aqui com tranquilidade e a máxima segurança”, destacou o interventor federal.

 

Ainda durante o encontro, Cappelli afirmou que a realização do evento na capital federal será mais do que uma partida de futebol, será também, um símbolo da democracia: “Tentou-se criar um clima de medo e insegurança e eu tenho dito a todos que esse clima não existe. Será uma oportunidade de mostrar para o Brasil que o DF tem a capacidade de receber qualquer evento”, finalizou.

 

A reunião contou a participação de representantes da Subsecretaria de Inteligência e da Subsecretaria de Operações Integras da SSP/DF, PMDF, CBMDF, Detran-DF, PCDF, PRF, Ministério Público, Arena BSB e líderes das torcidas organizadas do Palmeiras e do Flamengo.