Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
19/08/20 às 15h13 - Atualizado em 26/08/20 às 17h46

👤📱Identidade: 150 mil já possuem o formato eletrônico

COMPARTILHAR

Adriana Machado, da Ascom – SSP/DF

 

 

Cerca de 150 mil brasilienses aderiram a identidade digital desde que passou a ser oferecida pela Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), em junho do ano passado. É possível ter acesso ao documento pelos aplicativo e-Identidade, em aparelhos smartphones, nas plataformas Android e IOS.

 

A ferramenta está disponível para aqueles que tiveram a identidade emitida a partir de 1º de julho de 2018. Os documentos gerados a partir dessa data possuem um código QR único, que foi desenvolvido pelo setor de informática da própria corporação.

 

Além da identidade, o aplicativo permite incluir outros documentos como CPF, título de eleitor, carteira de trabalho, Previdência Social (CTPS), NIS/PIS/PASEP, certidão militar, identidade profissional, Cartão Nacional de Saúde (CNS) e Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

 

“No mesmo período, foram emitidas cerca de 400 mil carteiras de identidade. O total dos documentos digitais chega a um terço das emissões, o que demonstra a boa aceitação por parte do público”, explica o diretor do Instituto de Identificação da PCDF, Simão Pedro Albuquerque.

 

O DF foi a primeira unidade da federação a implementar a opção digital, válida como documento oficial em todo o território brasileiro, como previsto no Decreto 9.278/2018.

 

“A intenção é facilitar e otimizar o alcance seguro aos dados do brasiliense, reduzindo a necessidade de portá-los individualmente e a consequente chance de perda ou extravio, além de combater fraudes. Neste período de pandemia, facilita ainda mais apresentar documentos com distanciamento, mantendo a segurança, atendendo ao distanciamento recomendado pela OMS”, ressalta Simão.

 

Como funciona

O usuário que tiver interesse em ter o documento digital deve possuir a versão original impressa em papel moeda, emitida nos postos de identificação da PCDF. Em posse da carteira de identidade, é preciso baixar o aplicativo e-Identidade e fazer cadastro inicial – por meio de biometria ou senha.

 

O número de identidade, CPF, nome e e-mail são os dados obrigatórios para configuração, que será autenticada pela corporação a partir de código tipográfico. Após isso, são inseridas as demais informações dos documentos presentes na nova identidade, incluindo a assinatura do cidadão.

 

Atendimento eletrônico

O portal da PCDF foi reformulado recentemente para priorizar o atendimento eletrônico como adaptação ao atual cenário pandêmico. Além de um novo layout, os três principais recursos utilizados pela população estão mais visíveis: o 197 Denúncia Online, o Delegacia Eletrônica e o agendamento para carteira de identidade.

 

Serviços como solicitação de bloqueio de celulares, lista de procurados, dicas de prevenção e informações sobre concursos públicos da PCDF também podem ser conferidos no site. As novas possibilidade têm objetivo de resguardar a saúde de usuários e servidores.

 

Somente no primeiro semestre de 2020, o portal teve quase 2,7 milhões de acessos de usuários, sendo 420 mil somente no mês de julho.

 

Edição: João Roberto

Foto: Agência Brasília