gototop





FacebookTwitter

Mariana Costa

Número de autuações cresceu 136% em relação ao ano passado. Detran segue o cerco aos infratores com apoio da Polícia Civil e do Ministério Público


O Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF) fechou o cerco a condutores suspensos e cassados que descumprem a penalidade e insistem em dirigir. De janeiro a outubro deste ano, foram multados ao volante 956 motoristas impedidos de guiar veículos.
 
No mesmo período do ano passado, foram autuados 404 condutores suspensos ou cassados. Isso representa um aumento de 136% em 2017. Em abril, o Detran criou a operação Pontos para a Vida, destinada a monitorar e retirar das vias esses motoristas.
 
A operação conta com o apoio da Polícia Civil, para registro da ocorrência do crime de violação da suspensão, e do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), ao qual compete denunciar os infratores na Justiça.
 
Desde o início da operação, foram instaurados 35 processos judiciais e cinco condutores foram punidos com penas restritivas de direitos.
 
Caem os acidentes com condutores suspensos
A fiscalização intensa já refletiu nos acidentes. No ano passado, nove condutores suspensos se envolveram em ocorrências de trânsito com mortes. No primeiro semestre deste ano não houve nenhum registro.
 
Segundo o diretor-geral do Detran, Silvain Fonseca, o objetivo é continuar com a prioridade às ações destinadas a impedir que infratores contumazes coloquem em risco a segurança do trânsito.
 
Penalidade
O condutor suspenso que for flagrado ao volante recebe multa de R$ 880,41, mais sete pontos e responde ao processo de cassação da carteira. Nesse caso, ele só poderá conduzir veículo após dois anos, além de ser obrigado a refazer a habilitação.
 
De acordo com o Artigo 307 do Código de Trânsito Brasileiro, a violação da suspensão ou da cassação da carteira de habilitação configura crime, com detenção de seis meses a um ano.


Pirâmide Humana e bandas marciais também empolgaram o público de cerca de 20 mil pessoas que foi à Esplanada dos Ministérios participar da festa cívica

 

(Guilherme Pera e Maryna Lacerda) Cerca de 20 mil pessoas compareceram à Esplanada dos Ministérios para o desfile dos 195 anos de independência do Brasil. A homenagem à natureza, feita por alunos da rede pública de Brasília, as bandas marciais e a Esquadrilha da Fumaça foram pontos altos do evento cívico-militar.

 

Desfile teve 3 mil militares de forças federais e do Distrito Federal. Foto: Andre Borges/Agência Brasília

O tema da celebração deste ano foi Viva sua Independência. No desfile, o público apreciou também a formação da Pirâmide Humana e evolução de bandas marciais, entre outras atrações.


Aproximadamente 4,2 mil pessoas desfilaram — 3 mil militares e 1,2 mil civis — na celebração, que começou às 9 horas e terminou por volta das 11h30. O governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, e o ministro da Defesa, Raul Jungmann, receberam o presidente da República, Michel Temer, que chegou em carro fechado.


Rollemberg demonstrou orgulho com a exibição dos estudantes brasilienses. “Destaco o desfile das escolas e suas bandas, que foram bastante elogiados pelas autoridades, assim como das forças de segurança”, disse.

 

 

"Destaco o desfile das escolas e suas bandas, que foram bastante elogiados pelas autoridades, assim como das forças de segurança"

                                                                                                                                                      Rodrigo Rollemberg, governador de Brasília

 

 

Também estavam no evento o secretário de Educação do DF, Júlio Gregório Filho; o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia; e o presidente do Senado, Eunício Oliveira, entre outras autoridades.

Em coro regido pela fanfarra do 1º Regimento de Cavalaria de Guardas, o público cantou o Hino Nacional Brasileiro. Em seguida, o regimento tocou o Hino da Independência, acompanhado por alunos do Colégio Militar de Brasília.

 

Após a chegada do presidente da República, o comandante militar do Planalto, general de divisão Luís Carlos Pereira Gomes, solicitou autorização para dar início ao desfile cívico-militar.

 

Coube ao atleta e medalhista olímpico Vicente Lenílson — prata nos Jogos Olímpicos de Verão de 2000, em Sydney, e ouro no Jogos Pan-americanos de 2007, ambas provas no revezamento 4×100 metros rasos — apresentar o Fogo Simbólico da Pátria.

 

Brasília homenageia elementos da natureza

A Secretaria de Educação do Distrito Federal e os alunos da rede pública de ensino apresentaram ao público uma homenagem aos quatro elementos da natureza: ar, água, terra e fogo.

 

A intenção foi enaltecer a preservação do meio ambiente e os recursos naturais como forma de garantir o desenvolvimento sustentável da humanidade. Participaram 820 alunos das regionais de Ceilândia, do Gama, do Guará, de Planaltina, de Samambaia e de Sobradinho.

Alunos do Centro Educacional nº 619 de Samambaia abriram o desfile com as bandeiras das 27 unidades da Federação. Eles marcharam ao som da Banda Musical da Secretaria de Educação.

 

Em seguida, estudantes do Centro de Ensino Médio 3 de Ceilândia apresentaram a coreografia País Tropical, do cantor Jorge Ben Jor. A banda da regional de Planaltina executou a canção.

 

A primeira escola a representar os elementos da natureza foi o Centro de Ensino Fundamental nº 1 de Sobradinho. Os alunos homenagearam os 65 anos da Esquadrilha da Fumaça, por meio do elemento ar.

 

A importância da água foi lembrada pelos estudantes do Centro Educacional nº 1 de Planaltina. A fauna brasileira, por sua vez, foi tema das fantasias do Centro de Ensino Fundamental nº 1 do Guará.

 

O perigo das queimadas foi destaque do desfile do Centro Educacional nº 7 e a riqueza da flora brasileira, o dos alunos do Centro de Ensino Médio nº 9 de Ceilândia.

 

Os servidores do Serviço de Limpeza Urbana (SLU) e funcionários das empresas associadas foram homenageados pelo Centro de Ensino Médio nº2 de Ceilândia.

 

Integrantes do projeto Ginástica nas Quadras, no Setor O, desfilaram ao som de Sorte Grande, de Ivete Sangalo. A música foi tocada por integrantes da banda da regional do Guará.

Os grupamentos civis, das Forças Armadas (Aeronáutica, Exército e Marinha) e de outras instituições militares percorreram o trajeto da Via N1, na altura do Ministério da Justiça, até o da Indústria, Comércio Exterior e Serviços.

 

Um dos destaques dos desfiles neste ano foi a formação da Pirâmide Humana do Batalhão de Polícia do Exército de Brasília.

 

A comemoração terminou em grande estilo com show aéreo da Esquadrilha da Fumaça, que fez apresentação especial para celebrar seus 65 anos de existência.

 

Criado oficialmente em 1952, a grupamento de elite da Força Aérea já conta mais de 3.500 demonstrações pelo País e no exterior.

 

Público vê na data a renovação da esperança

Natural de Belém (PA), a dentista Dayseane Silva da Cruz, de 44 anos, presenciou a cerimônia pela primeira vez. “Moro em Brasília há um ano e meio, e sempre assistia ao desfile pela televisão. É muito emocionante ver tudo isso, especialmente a Esquadrilha da Fumaça, de perto”, disse, acompanhada do filho, Cássio da Cruz, de 6 anos.

 

 

"É muito emocionante ver tudo isso, especialmente a Esquadrilha da Fumaça, de perto"

Dayseane da Cruz, dentista de Belém (PA)

 

 

Essa foi a primeira vez que a capitão-de-corveta Andrea Chaves Albuquerque, de 42 anos, trouxe a família para assistir ao desfile de 7 de Setembro.

 

Para ela, participar do evento é uma forma de reforçar a confiança no País. “O culto à Pátria foi se perdendo, infelizmente. Acredito que as dificuldades que vivemos só passarão se reforçarmos o patriotismo”, defendeu.

 

A estrutura montada na Esplanada dos Ministérios surpreendeu o filho mais velho de Andrea, Jonas Albuquerque, de 13 anos. “Não esperava que fosse dessa forma, pensei que seria algo decadente”, confessou.

 

A dona de casa Fabiana Nogueira, de 34 anos, se emocionou ao pisar a Esplanada pela primeira vez. Integrante do projeto Ginástica nas Quadras, da Secretaria de Educação, ela nunca havia participado do desfile.

  

“Foi uma sensação incrível! Adorei”, exclamou. Há seis meses, ela se inscreveu na atividade, no Centro Educacional nº 14 de Ceilândia, e sente melhora significativa na qualidade de vida. “Antes eu sentia muitas dores no corpo, principalmente nas pernas. Agora, não sinto mais incômodo algum”, comparou.

 

 

EDIÇÃO: VANNILDO MENDES

Sobre a manifestação popular desta sexta-feira (26), na área central de Brasília, a Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social do Distrito Federal (SSP-DF) informa:

Os manifestantes começaram a se concentrar por volta das 16h na Rodoviária do Plano Piloto, CONIC e no Museu da República. Eles estão se deslocando para a Alameda das Bandeiras. Neste momento a estimativa de público é de 600 pessoas concentradas na plataforma inferior da Rodoviária.

O trânsito nas vias N1 e S1 (dois sentidos do Eixo Monumental) segue normalmente até este momento. Policiais do Batalhão de Trânsito da Polícia Militar estão na área e ficarão responsáveis pelas alterações nas vias, que poderão ser interditadas parcial ou totalmente, caso necessário.  Equipes do Departamento de Trânsito (Detran) estão atuando nas vias localizadas atrás dos ministérios: S2 e N2.

Terça, 20 Dezembro 2016

Canais de Atendimento

Registre sua manifestação via internet
Você pode registrar e acompanhar suas manifestações via internet. Para acompanhamento, basta ter a senha de acesso ao sistema recebida no ato do registro da manifestação e número do protocolo em mãos. 
Quero registrar agora.

 

Ligue 162

Central de atendimento do GDF exclusiva e gratuita para assuntos de ouvidoria, como reclamações, sugestões, elogios, denúncias e informações de caráter geral sobre serviços da administração pública, tais como horários de funcionamento, números de telefone, endereços, entre outras.

Atendimento presencial
Cada órgão público do GDF conta com uma Ouvidoria Especializada que atua em sua área específica de trabalho. Consulte a lista de contatos, no site 
www.df.gov.br e procure a ouvidoria que trata sobre o assunto do seu interesse.

 

Atendimento presencial da SSP: SAM, Bloco “A”, 1º Andar, Edifício Sede da SSP, próximo ao Palácio do Buriti, na Asa Norte.

 

Para obter informações públicas sobre o GDF


Via internet
Busque a informação no link do Acesso à informação que está disponível em todos os sites do GDF ou acesse o Portal da Transparência. Caso não encontre as informações que procura e/ou se tiver interesse sobre ações, programas, despesas, contratos, servidores, entre outros temas previstos na Lei Distrital de Acesso à informação nº 4.990/2012, faça um pedido de informação por meio do sistema e-SIC. 
Quero registrar agora

 

Atendimento presencial

As Ouvidorias Especializadas do GDF localizadas em cada órgão público atuam como Serviço de Informações ao Cidadão - SIC. Consulte a lista de contatos, no site www.df.gov.br e procure a ouvidoria que trata sobre o assunto do seu interesse.

 

SIC presencial da SSP: SAM, Bloco “A”, 1º Andar, Edifício Sede da SSP, próximo ao Palácio do Buriti, na Asa Norte.

Terça, 20 Dezembro 2016

Requisitos e Documentos

Elementos fundamentais para o registro de uma denúncia:

- NOMES de pessoas e empresas envolvidas

- QUANDO ocorreu o fato

- ONDE ocorreu o fato

- Quem pode TESTEMUNHAR

- Se a pessoa pode apresentar PROVAS

 

Tratamento específico para denúncias: Avaliação, classificação e encaminhamento realizados pela Ouvidoria-Geral do Distrito Federal.

 

Registro identificado

- Apresentação de documento de identificação válido (CI, Cadastro de Pessoas Físicas – CPF, Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas – CNPJ, Título de Eleitor, Passaporte, Carteira de Trabalho, Carteira Funcional, Carteira de Habilitação (modelo novo) e Certificado de Reservista).

 

- Possibilidade de sigilo conforme Art. 23, inciso I, do Decreto nº 36.462/2015.

 

Registro anônimo

Haverá análise preliminar para confirmar se os fatos apresentados são verdadeiros.


Cidadão, este espaço é seu! Utilize o seu direito de colaborar com o Governo do Distrito Federal e registre sua manifestação. Você pode registrar uma reclamação, denúncia, sugestão, elogio e informações de caráter geral sobre serviços da administra-ção pública, tais como horários de funcionamento, números de telefone, endereços, entre outras.

As ouvidorias do Governo do Distrito Federal estão à sua disposição para juntos construirmos uma cidade melhor para todos.

Opções de contato - internet, telefone e presencialmente - escolha a melhor forma e faça seu registro.

Quero registrar uma manifestação de ouvidoria agora.

Solicitação de Serviço – Aqui você também pode solicitar serviço. Se quiser conhecer mais sobre todos os serviços oferecidos acesse o Portal do Governo de Brasília.

Caso prefira solicitar um serviço agora clique aqui.

Lei de Acesso à Informação – Você pode solicitar informações sobre ações, programas, despesas, contratos, servidores, en-tre outros temas previstos na Lei Distrital de Acesso à Informação nº 4.990/2012. Este é um direito do cidadão garantido pela Constituição Federal. Confira mais informações no banner de Acesso à Informação disponível nos sites dos órgãos do Governo do Distrito Federal.

Quero fazer um pedido de informação agora.

Participar é um direito seu!


INFORMAMOS QUE AS DEMANDAS DE OUVIDORIA REGISTRADAS ANTERIORMENTE AO DIA 05/09/2016 DEVEM SER CONSULTADAS AQUI

Segunda, 19 Dezembro 2016

Perguntas frequentes - SSP

Atualização: 20/11/2017


1- A Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social comanda a Polícia Militar, a Polícia Civil, o Corpo de Bombeiros e o Departamento de Trânsito?

A SSP-DF não tem ingerência sobre as forças de segurança pública do Distrito Federal diretamente. Em outras palavras, a Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social não pode determinar o que cada polícia deve fazer, por exemplo, pois todas as instituições do Sistema de Segurança Pública são autônomas funcional, administrativa e financeiramente.


Com isso, cada força de segurança é responsável por distribuir seus efetivos operacionais, por fazer compras de viaturas e equipamentos, por exemplo, sem que a SSP-DF decida por ela.


A cargo da SSP-DF está a articulação desses órgãos para que todos, juntos, pactuem ações positivas no enfrentamento à criminalidade e na prevenção de conflitos.

 

2-O que é o Viva Brasília – Nosso Pacto pela Vida?

É a atual política de segurança pública do Distrito Federal, implantada no início de 2015 pelo Governo de Brasília e coordenada pela Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Paz Social. A principal estratégia do programa é estabelecer ações efetivas no enfrentamento à criminalidade e à violência urbana, não só entre as Polícias e a própria Secretaria, mas também com diversas áreas do governo que têm atividades direta ou indiretamente relacionadas com segurança pública, como infraestrutura e cultura. O entendimento do atual governo é que não basta apenas distribuir policiais nas ruas ou melhorar a qualidade de investigações criminais sem integrar ações de governo como meio para se alcançar a queda dos índices criminais.

 

O foco do Viva Brasília é reduzir os crimes violentos letais intencionais (CVLI) considerados mais graves, que são os homicídios, os latrocínios (roubos seguidos de morte da vítima), e as lesões seguidas de morte. Também estão no rol de prioridades os crimes contra o patrimônio mais comuns no DF: roubos a pedestres, de veículos, em residências, em comércios, em transporte coletivo, além do furto em veículo. Priorizar esses tipos criminais não quer dizer que outros não são monitorados pela SSP-DF, muito pelo contrário, mas é que, por serem considerados mais graves e mais comuns, precisam de atenção especial do Estado.

 

3- Como faço uma denúncia contra servidores da segurança pública?

Primeiramente, é importante mencionar que cada força de segurança pública – Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros e Departamento de Trânsito, tem uma corregedoria ou ouvidoria. Esses setores são responsáveis por apurar denúncias sobre a conduta de servidores públicos dentro e fora dessas instituições, durante operações, por exemplo, ou receber elogios e reclamações.  

- Na Polícia Militar, o cidadão pode registrar uma manifestação online na ouvidoria, ou ligar no telefone (61) 3190-7709, ou ir até lá, no endereço QI 02, Bloco B, Área Especial - Guará I. 

Também existe a corregedoria da corporação, que está na estrutura do Departamento de Controle e Correição, e fica no SIA Trecho 3 Lotes 2050/2060. O telefone é o (61) 3905-4715. 

 

- Na Polícia Civil, a opção também é registrar a manifestação online, podendo o cidadão se dirigir à ouvidoria, localizada no endereço EQS 216/416, Asa Sul, ou ligar no telefone (61) 3245-7525 ou 197 (Opção 6). O atendimento segunda a sexta-feira, das 12 às 19 horas.


Já a corregedoria da instituição funciona no Complexo da Polícia Civil, no Parque da Cidade (SPO, Conjunto A, Lote 23). O telefone de lá é (61) 3207-4713.

 

- No Departamento de Trânsito, denúncias, reclamações, elogios e sugestões podem ser feitos por meio do telefone 162, ou na sede do órgão, localizado no endereço SAM Lote "A" Bloco "B" Ed. Sede, térreo, sala 9, na Asa Norte. Você também pode fazer o registo online


- No Corpo de Bombeiros, o manifestante pode enviar um e-mail para Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. . 

 

- Se a manifestação é relativa a servidores da Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social, registre-a no 162, ou no e-mail Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. Ainda se preferir, ligue diretamente para (61) 3441-8813 ou se dirija ao endereço SAM, Bloco “A”, Térrero, Edifício Sede da SSP, próximo ao Palácio do Buriti, na Asa Norte.

 

4- Quero mais policiamento na minha quadra, como posso ser atendido?

Participar ativamente da construção da política pública de segurança de sua região é fundamental para trazer melhorias, até porque reduzir violência e criminalidade não é função apenas das polícias, mas de todos os cidadãos. Se você quer contribuir, vá até o batalhão da Polícia Militar de sua cidade e, além disso, se informe sobre as atividades do Conselho Comunitário de Segurança (Conseg), ajudando a pensar no melhor para você e seus vizinhos.

 

Infelizmente, não é possível, em nenhum lugar do mundo, destinar um policial para cada esquina ou quadra de uma cidade. Se você não vê viaturas paradas próximo à sua casa ou seu comércio não quer dizer que não há ações de policiamento nessa região. A SSP-DF e a própria Polícia Militar trabalham com mapeamentos que indicam, por exemplo, os locais, os dias e os horários em que mais acontecem os crimes. Dessa forma, a distribuição de policiais tem de ser para as áreas mais vulneráveis a crimes, de preferência. Tudo é estratégico.

 

5- Tento ligar no telefone 190 da Polícia Militar, mas não consigo ser atendido. O que faço?

Lembre-se: o telefone 190 é para ser acionado apenas em casos de emergência, quando você presenciar um crime ou for vítima de algum. Um sistema de recebimento de chamadas de emergências, por depender de diversos fatores tecnológicos, pode apresentar uma falha pontual. Se isto acontecer, insista na ligação. Se tiver qualquer dificuldade, comunique à Ouvidoria da SSP-DF no telefone (61) 3441-8813, que haverá uma apuração para ver o que aconteceu na hora da sua ligação, mas é preciso que você informe o dia, o horário e o número do telefone que foi feita a ligação.  

 

6- É a SSP que emite carteira de identidade?

Embora o órgão emissor que aparece na carteira de identidade seja a SSP-DF, é a Polícia Civil que emite o documento. Você pode agendar o pedido no site http://agendaservico.pcdf.df.gov.br/ e retirar o documento nos seguintes postos: 

POSTOS DE ATENDIMENTO DO NA HORA 

Ceilândia Sul
Shopping Popular
QNM 11, Área Especial, Lote 3
 

Gama
Gama Shopping
EQ 55/56, Área Especial nº1, Setor Central
 

Plano Piloto
Plataforma inferior da Rodoviária do Plano Piloto 

Riacho Fundo I
Shopping Riacho Mall, 2º andar, QN 7, Área Especial nº1 

Sobradinho
Quadra Central, Edifício Serra Shopping, Subsolo 

Taguatinga Sul
QS 3, Lote 11, Lojas 4 a 8, Pistão Sul 

DELEGACIAS DE POLÍCIA CIVIL 

Asa Sul
1ª DP – Setor Policial Sul

Brazlândia
18ª DP – Quadra 3, Área Especial nº4

Guará II
4ª DP – EQ 15/26, Área Especial

Paranoá
6ª DP – Quadra 33, Área Especial S/N

Planaltina
31ª DP – Quadra 19, Conjunto A, Área Especial nº1, Setor Residencial Leste 4

Recanto das Emas
27ª DP – Quadra 305, Conjunto 1, Lote 2, Área Especial

Samambaia
32ª DP – QN 308, Conjunto 1, Lote 1

Santa Maria
33ª DP – Avenida Alagados, CL 114, Lote A

São Sebastião
30ª DP – Quadra 2, Conjunto 2, Lote 1, Bairro São Bartolomeu 

Para maiores informações sobre carteiras de identidade, ligue para o Instituto de Identificação da Polícia Civil do DF: (61) 3207-4308 ou acesse outros contatos no site institucional da corporação. 

 

7- O que fazer para comunicar um evento ou uma manifestação popular?

1) Fazer ofício em nome do subsecretário de Operações Integradas, da SSP/DF, informando a pretensão de se realizar o evento. (Clique aqui para ver modelo de ofício) e (Clique aqui para baixar Ficha de Controle para Pedido de Cadastro de Eventos)

2) Elaborar um croqui demonstrando a área a ser ocupada e o posicionamento das estruturas (Google MapsGoogle Earth ou planta baixa). (Clique aqui para ver modelo)

3) Cópia de documentos do promotor ou procurador: Documento de identificação com foto, CPF e comprovante de residência (atualizado – últimos 3 meses); e Cópia de documentos da empresa: CNPJ e Contrato Social (uma vez feito o cadastro, a empresa não precisa fazê-lo novamente). (Clique aqui para ver modelo de procuração) 

4) Preencher ficha de Controle de Levantamento Técnico Operacional (CLTO). (Clique aqui para ver modelo)

5) Assinar o Termo de Responsabilidade. (Clique aqui para ver modelo) 

6) Se dirigir com a documentação ao Núcleo de Cadastro de Eventos (NUEV) da Subsecretaria de Operações Integradas (SAM Conjunto A Bloco C Anexo SSP – fica próximo ao Anexo do Palácio do Buriti e Detran Sede) com antecedência de 30 dias de antecedência ao evento, de segunda a sexta-feira, de 14h às 18h. Para eventos religiosos, o prazo é de cinco dias úteis da data do evento. Para manifestações populares, o prazo é de três dias úteis anteriores à realização. Informações: (61) 3441-8696 ou  Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. " style="font-size: 13.3333px;"> Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.  

7) Após o procedimento, receba um protocolo presencial e aguarde a análise do requerimento, geralmente, no prazo de um dia útil. 

8) Após o prazo, a NUEV entrará em contato para informar sobre o trâmite da documentação e pedir ao promotor ou procurador para se dirigir ao setor a fim de receber a Declaração de Cadastro

9) Com a Declaração de Cadastro em mãos, o promotor ou procurador deverá procurar a Administração Regional da cidade onde vai realizar o evento para solicitar a Licença Eventual

Observação: O cadastro de evento da SSP/DF não vale como Licença Eventual de Funcionamento.

Considera-se evento: atividades recreativas, sociais, culturais, religiosas, esportivas, institucionais ou promocionais em caráter eventual, em local determinado, público ou privado, e produza reflexos no sistema viário ou segurança pública.

Classificação de eventos, conforme os públicos:

Pequeno: até 1.000 pessoas

Médio: de 1.001 a 10.000 pessoas

Grande: de 10.001 a 30.000

Especial: Acima de 30.000

Para mais informações, ligue no Núcleo de Cadastro de Eventos pelo telefone: (61) 3441-8695 ou envie email:   Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. .

Após se drigir à Administração Regional competente, o interessado em realizar o evento deverá seguir para outros órgãos. Na Subsecretaria do Sistema de Defesa Civil ele deverá protocolar toda a relação de documentos abaixo (Endereço:SIA trecho 06, lotes 25/35 - Edifício Business Center, próximo à Feira dos Importados). Ligue para os telefones (61) 3362-1979 ou (61)3362-1935 e esclareça suas dúvidas, se houver.  

- Declaração de Gerador

- Termo de Ajuste Técnico 

- Termo de Responsabilidade 

 

8- Tenho uma empresa de segurança armada, como peço autorização para funcionamento?

Para formalizar o funcionamento de empresa de segurança armada no Distrito Federal, a SSP-DF precisa ser comunicada oficialmente. Mas, não é ela que concede autorização e sim a Polícia Federal, de acordo com o que determina a Lei 7.102/83. 

Ligue para o Núcleo de Controle de Atividades Especiais (NUCAE) para mais informações: (61) 3441-8683.

 

9- Como faço para visitar meu parente nas unidades prisionais?

Para visitar um familiar nas unidades prisionais do Complexo Penitenciário da Papuda e na Penitenciária Feminina é preciso se cadastrar no sistema da Subsecretaria do Sistema Penitenciário, por meio do site visita.sesipe.df.gov.br. Após avaliação e liberado o cadastro, o familiar deverá emitir uma senha para cada dia de visita. Desta forma, não adianta se dirigir aos presídios sem antes ter essa senha em mãos. O passo a passo você pode ver na Carta de Serviços da SSP/DF

 

Para mais informações, ligue (61) 3234-4486 e (61) 3234-1333.

 

10- Minha casa está com infiltrações e rachaduras, como falar com a Defesa Civil?

Se você identificar qualquer problema estrutural em sua casa, pode ligar para a Subsecretaria de Proteção e Defesa Civil e agendar uma visita dos técnicos no telefone (61) 3362-1906 ou ir até lá, no endereço SIA Trecho 6 Lotes 25/35 Edifício Excellence Business Center, próximo à Feira dos Importados.

 

Se o caso relatado é de extrema urgência, ligue imediatamente para o Corpo de Bombeiros, no telefone 193.

11- Tive uma colisão com meu carro e preciso de imagens das câmeras de segurança, como solicitá-las?

Primeiramente, você deve verificar se próximo ao local onde aconteceu a colisão do seu veículo existe uma câmera de monitoramento. Vá até a Delegacia de Polícia mais próxima e registre um boletim de ocorrência, informando à autoridade policial sobre a possibilidade da câmera que você viu ser da Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social. Dessa forma, peça a autoridade policial que seja encaminhado um ofício à SSP-DF solicitando as imagens, conforme o dia, a hora e o local do ocorrido. Se a câmera for da SSP-DF e tiver registrado as imagens, estas serão encaminhadas à delegacia.

Segunda, 19 Dezembro 2016

Serviço de informação ao cidadão

A Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social conta com o serviço da Ouvidoria, que atua em defesa dos direitos do cidadão contra eventuais atos e omissões cometidos por servidor do segmento de Segurança Pública, no exercício de suas funções.

 

Compete normativamente à Ouvidoria da SSP-DF receber, processar e encaminhar para o órgão competente denúncias, reclamações e sugestões, acompanhando as apurações para responder ao cidadão.

 

É muito importante que esse canal seja utilizado exclusivamente para o registro de manifestações e que os telefones 190 (Polícia Militar) e 193 (Corpo de Bombeiros) possam ser acionados apenas em casos de emergências. É que, em muitos casos, o cidadão liga nesses números para pedir informações e acaba congestionando as linhas, o que pode tirar um atende de uma situação de perigo justamente para dar explicações ao cidadão.

 

O melhor a se fazer é registrar sua manifestação no telefone 162 ou no e-mail Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. .Mas, se preferir vir pessoalmente à sede da SSP-DF, funciona no seguinte endereço: SAM, Bloco “A”, Térreo, Edifício Sede da SSP – Brasília/DF – CEP 70.620-000, próximo ao Palácio do Buriti, na Asa Norte. O horário de atendimento é de 08 às 12hs e de 14 às 18hs, de segunda a sexta. Para outras informações, ligue no telefone 3441-8813.


Observação: AS DEMANDAS DE OUVIDORIA REGISTRADAS ANTERIORMENTE AO DIA 05/09/2016 DEVEM SER CONSULTADAS AQUI

Iniciativa pretende melhorar a confiança nas instituições de segurança e parceiros, valorizando os servidores públicos

Terminou, nesta quinta-feira (8), a segunda turma do Curso de Métodos e Técnicas de Ensino, voltado para 23 bombeiros e policiais militares, agentes de atividades penitenciárias, enfermeiros do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) e um servidor da Escola de Governo. O objetivo da iniciativa é aperfeiçoar a capacidade desses profissionais para atuarem como docentes nas próprias instituições onde trabalham.

A capacitação é uma ação integrada entre as forças de segurança e esteve alinhada com o Eixo III do programa Viva Brasília – Nosso Pacto pela Vida, no qual trata do aumento da confiança e melhoria do serviço público de segurança. Entre os assuntos abordados no curso estão metodologias, recursos, planejamento, aplicação e avaliação de aulas no sistema de ensino.

Desenvolvido pela Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social em parceria com o Corpo de Bombeiros do DF e a Escola de Governo, o curso teve duração de 120h/aula. Entre os professores estavam servidores militares e civis de segurança pública e do Samu.

O mesmo curso já foi realizado em setembro deste ano e, na ocasião, capacitou 21 policiais militares, policiais civis, bombeiros militares, agentes do sistema penitenciário, servidores do Departamento de Trânsito e enfermeiros do Samu.  


Quarta, 07 Dezembro 2016

Aviso de Pauta

DF firma parceria com Unodc para projeto de prevenção a crimes

O Governo de Brasília e o Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (Unodoc) assinam, às 14h30 desta quarta-feira (7), o memorando de entendimento para implantar Programa de Prevenção ao Crime por meio do Esporte no Distrito Federal. A cerimônia será na tribuna de honra do Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha.

Durante dois anos, professores de educação física dos onze Centros Olímpicos e do Programa Esporte à Meia Noite, da Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social, irão receber capacitação do órgão internacional. A meta é que 220 professores e três mil jovens, entre 14 e 20 anos, participem do programa.

Serviço: Assinatura do memorando de entendimento entre o Governo de Brasília e o Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime
Horário: 14h30
Local: Tribuna de honra do Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha

Terça, 29 Novembro 2016

NOTA OFICIAL

O governo de Brasília repudia os atos de vandalismo e de barbárie cometidos no decorrer do dia de hoje em frente ao Congresso Nacional e na Esplanada dos Ministérios.

Destruir o patrimônio público, desrespeitar as instituições e agir com vandalismo não é, de modo algum, postura de quem quer se manifestar democraticamente.

A Constituição garante o livre direito à manifestação, que deve ser preservado por todos os democratas.

A violência política é inaceitável e deve ser combatida.

As forças de segurança trabalharam de forma integrada. Quatro pessoas foram conduzidas à delegacia, cinco ocorrências de dano foram registradas na Polícia Federal. O Corpo de Bombeiros registrou 40 atendimentos, todos casos sem gravidade. A Polícia Militar agiu dentro dos padrões técnicos para o enfrentamento desse tipo de situação e procurou preservar o patrimônio e a segurança das pessoas.

As investigações de danos ao patrimônio e ações violentas seguirão a partir das imagens em posse dos órgãos de segurança.

Governo de Brasília

A secretária de Estado da Segurança Pública e da Paz Social do Distrito Federal, Márcia de Alencar, receberá no gabinete da SSP-DF, nesta sexta-feira (5), às 15h, representantes de movimentos populares a favor e contra o impeachment de Dilma Rousseff. O objetivo é estabelecer o diálogo entre os dois grupos para a boa convivência nos dias de votação previstos para este mês. 

Após o encontro, a secretária Márcia de Alencar falará com a imprensa. 

Serviço

SSP reúne grupos populares contra e a favor de impeachment

Data: Sexta-feira, 5 de agosto de 2016

Horário: 15h (Após o encontro, a secretária Márcia de Alencar falará com a imprensa)

Local: Gabinete da Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social, 4º Andar, localizado na SAM, Conjunto A, Bloco A; Ao lado do Detran Sede.

O secretário-adjunto de Estado da Segurança Pública e da Paz Social, coronel Márcio Pereira, se reunirá, às 12h desta sexta-feira (5), com representantes das forças de segurança pública do Distrito Federal, de instituições parceiras e da organização da Rio 2016. O objetivo do encontro é avaliar o desempenho da Operação Olimpíadas, realizada nesta quinta-feira. Serão discutidas todas as ações de segurança executadas dentro e fora do Estádio Nacional Mané Garrincha e as intervenções nas vias da região central no primeiro dia de jogos olímpicos em Brasília.

A reunião ocorrerá na Sala de Crises, localizada no prédio do Centro Integrado de Comando e Controle Regional (CICCR), ao lado da sede da SSP.

Serviço

SSP fará avaliação do primeiro dia de jogos olímpicos em Brasília

Data: Sexta-feira, 5 de agosto de 2016

Horário: 12h (Imprensa poderá fazer imagens da reunião. Após o encontro, jornalistas poderão fazer entrevistas)

Local: Sala de Crises, no prédio do CICCR, ao lado da Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social. (SAM Conjunto A Bloco D; Atrás do Detran Sede).

Clique aqui e acesse a Carta de Serviços ao Cidadão da Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Paz Social.

Página 1 de 2
VOCÊ ESTÁ AQUI: Início Estatísticas Estatísticas oficiais Mariana Costa