Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
25/06/18 às 16h05 - Atualizado em 29/10/18 às 12h54

☝Detran-DF inicia processo de identificação do usuário por biometria

COMPARTILHAR

Ascom – Detran/DF

 

Com o objetivo de aumentar a segurança no processo de emissão da CNH, agilizar e simplificar o atendimento ao público, o Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF) está implantando um novo sistema de atendimento ao cidadão. O processo consiste na identificação do usuário por meio de foto instantânea, da coleta da assinatura em meio virtual e da biometria, quando ele comparecer a algum posto do órgão.

 

O sistema está sendo implantado gradativamente, começando pela identificação dos servidores do Departamento, dos instrutores, médicos, psicólogos, examinadores e demais colaboradores.

 

A partir de 4 de agosto, o cidadão que desejar tirar a primeira habilitação deverá primeiro agendar a identificação por meio do aplicativo Detran/DF Biometria, que estará disponível nas lojas Play Store e Apple Store, a partir de 20 de julho. Em seguida, o usuário deverá se dirigir ao local agendado para a coleta da fotografia, assinatura e dados biométricos. O celular também será cadastrado para acompanhar o processo.

 

O novo sistema moderniza a forma de atendimento ao gerar um processo digital, permitindo a disponibilização de serviços via internet e garantindo a identificação do  cidadão, por meio da biometria, nas várias etapas do processo. Isso dificultará as fraudes.

 

A previsão é de que, a partir de fevereiro de 2019, todos os processos de habilitação, inclusive renovação da CNH, se iniciem com a nova metodologia e, consequentemente, todos os processos sejam digitais. Porém, a identificação do usuário será realizada somente quando ele for ao Departamento solicitar algum tipo de serviço. Assim, a previsão é de que a identificação de todos os condutores do DF seja concluída ao final de cinco anos, quando os últimos habilitados devem renovar a CNH.

 

Processos de veículos

A identificação biométrica para processos de veículos também será realizada. A partir de fevereiro, o proprietário de veículo apreendido terá que realizar a identificação biométrica e coleta de fotografia para a liberação do bem. Isso evitará que veículos sob a guarda do Detran sejam retirados por pessoas não autorizadas.

 

Implantado pela Comissão de Modernização do Atendimento do Detran, o novo sistema, além de gerar segurança nos processos abertos, permitirá ao cidadão realizar muitos serviços sem precisar ir a uma unidade do Detran. Por meio do Portal de Serviço, os usuários poderão marcar seus próprios exames, imprimir suas autorizações e receber os resultados de provas por meio virtual. Também podem acompanhar online as alterações no status de seus processos. Ao final da implantação, espera-se reduzir em até 80% o atendimento físico nas unidades do Departamento de Trânsito.