Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
7/01/21 às 17h21 - Atualizado em 7/01/21 às 17h26

🌧️Alerta de chuvas intensas para o Distrito Federal nesta quinta-feira (7)

COMPARTILHAR

Adriana Machado, da Ascom – SSP/DF

 

Brasilienses cadastrados no sistema de alertas da Subsecretaria do Sistema de Defesa Civil, vinculada à Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal (SSP/DF), receberam o aviso de chuvas intensas e rajadas de vento para todo o Distrito Federal na tarde desta quinta-feira (7). Até o final da semana, o tempo deve permanecer instável, com chuvas que podem estar acompanhadas de raios, ventos acima de 60km/h e granizo. A previsão é do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

A orientação, em situações de emergência, é acionar o Corpo de Bombeiros Militar do DF (CBMDF) por meio do 193. A Defesa Civil é chamada pelos militares em casos de ameaça iminente de desabamento de estruturas. O canal direto com o órgão é o 199 ou pelos telefones 3362-1906/1909.

 

Para receber os alertas é necessário fazer um cadastro prévio. Para solicitar o recebimento desses avisos, o interessado deve enviar o CEP para o número 40199.

Medidas importantes
Caso haja destelhamento devido aos ventos fortes, a orientação é permanecer dentro da residência e procurar abrigo, como uma mesa ou cama, para evitar ser atingido por cacos e pedaços de telha.

Outra orientação da Defesa Civil é não segurar objetos metálicos longos, como varas de pesca e tripés e não empinar pipas ou aeromodelos com fio, a céu aberto. É importante, também, evitar lugares que ofereçam pouca ou nenhuma proteção contra raios, como pequenas construções não protegidas (celeiros, tendas ou barracos) e veículos sem capota, como tratores, motocicletas ou bicicletas. Não é indicado permanecer em áreas abertas, como campos de futebol, quadras de tênis e estacionamentos, por conta do risco de raios.

Da mesma forma, o ideal é não acessar topo de prédios e não se aproximar de cercas de arame, varais metálicos, linhas elétricas aéreas e trilhos, e jamais se abrigar debaixo de árvores isoladas.

 

Edição: João Roberto/