Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
10/11/19 às 20h05 - Atualizado em 10/11/19 às 22h45

?ENEM DF: integração de instituições garante tranquilidade nos dias de prova

COMPARTILHAR

Adriana Machado, da Ascom – SSP/DF

 

 

A aplicação das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), ocorrida neste domingo (10), foi acompanhada em tempo real no Centro Integrado de Operações de Brasília (CIOB), da Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal (SSP/DF). Representantes dos 21 órgãos, instituições e agências do Governo do Distrito Federal, que compõem o CIOB, estiveram presentes desde o início da operação, às 7h.

 

Instituições federais envolvidas na operação, como Polícia Federal (PF), Correios – responsável pela distribuição das provas – e Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP) – responsável pelo processo seletivo, tiveram representantes durante todo o dia no Centro.

 

As tratativas para a Operação ENEM começaram no início deste ano. Coube à SSP/DF a coordenação de planejamento, operacional e de rotas. Vale lembrar que o Distrito Federal é a unica Unidade da Federação em que a Operação começa e termina no mesmo dia. Desta forma, após recolhidas, as provas são encaminhadas ao aeroporto e seguem para o local de correção.

 

Para o secretário de Segurança Pública, o delegado federal Anderson Torres, os órgãos reunidos num mesmo local diminuiu o tempo de resposta em situações que precisaram de atuação integrada. “A estrutura do Centro é fundamental para proporcionar mais segurança à população. Em um único espaço, as instituições presentes resolveram as situações, como queda de energia e desordens, em tempo hábil e sem atrapalhar o andamento do processo”.

 

Logo no início da tarde, houve acionamento no Centro de Ensino Fundamental 9, em Sobradinho II. O som alto de um evento atrapalhava a concentração dos estudantes. O Instituto Brasília Ambiental (IBRAM) acionou o CIOB e o problema foi rapidamente resolvido. “Logo após a chegada de auditores do IBRAM, com apoio de policiais militares, o som foi desligado e ficou tudo resolvido, o que mostra o bom resultado do trabalho realizado de forma conjunta”, disse o gerente de operações do CIOB, major Márcio Silva.

 

Uma ocorrência similar foi registrada em São Sebastião, próximo à Feira Permanente, no CAIC da cidade. Com notificação do IBRAM, o som foi desligado. Nas proximidades da Escola Classe 501, em Samambaia, e na antiga Escola Normal, na 907 da Asa Sul, também tiveram registros semelhantes.

 

A Companhia Energética de Brasília (CEB) precisou restabelecer a energia em Samambaia, perto do Centro de Ensino Fundamental 504. Após colisão de um carro em um poste da Companhia, foi feito o isolamento da área. O fornecimento de energia foi estabilizado. Após o início das provas, a energia foi interrompida no Centro de Ensino Médio 2, em Ceilândia. Rapidamente houve o restabelecimento do serviço.

 

Silva também falou de outros dois eventos, com ações simultâneas ao monitoramento do ENEM. “Além do ENEM, estamos fazendo o monitoramento de dois outros eventos importantes, que é a fase final do campeonato Sub 17, da FIFA, e o simulado de emprego operacional do Exército Brasileiro para o evento internacional que será realizado nesta semana, o Brics”.

 

Escolta e policiamento

A Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) realizou a escolta das provas do Terminal de Cargas Aéreas, no Aeroporto, até os locais de provas ainda no início da manhã. Ao todo, 118 policiais em 49 viaturas acompanharam os carros dos Correios até os 159 locais de realização das provas.

 

“Durante a realização das provas, das 13h às 18h, havia duplas de policiais militares nas escolas. Para este serviço, foram empregados 371 militares, além das rondas com 36 policias em doze viaturas”, contou o responsável pela Operação, o tenente-coronel da PMDF, Wilson Batista.

 

A sensação de segurança foi percebida pelos participantes. Para a estudante Ana Clara Machado, que realizou prova em São Sebastião, a presença dos policiais dá mais tranquilidade durante a realização das provas. “Nos dois dias de prova os alunos foram recebidos por policiais militares na entrada da escola. Saber que temos militares garantindo nossa segurança dá mais tranquilidade e podemos nos concentrar em apenas responder as questões”.

 

Criado em julho de 2018, o local funciona de forma ininterrupta, ou seja, de segunda a domingo, 24h por dia.

 

Edição: Lanna Morais

Foto: CIOB/ASCOM