Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
9/07/20 às 18h20 - Atualizado em 9/07/20 às 18h24

📊Segurança: criminalidade cai no primeiro semestre de 2020

COMPARTILHAR

Jọo Roberto, da Ascom РSSP/DF

 

Levantamento realizado pela Secretaria de Segurança Pública do DF (SSP-DF) mostra que no primeiro semestre deste ano, houve redução de 24,5% nos principais Crimes Contra o Patrimônio (CPPs). A classificação reúne os roubos a comércio, residência, transeunte, veículo, transporte coletivo e o furto em veículo. Com exceção dos registros roubo a residência, que se mantiveram iguais ao do ano passado, todos os CPPs marcaram queda.

 

O número de vítimas de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs) obteve redução de 6,5% no primeiro semestre em relação ao mesmo período do ano passado, de 232 para 217 casos.  Com isso, 15 vidas foram preservadas no período. Os CVLIs agrupam homicídio, feminicídio, latrocínio e lesão corporal seguida de morte. Os homicídios caíram 9,6% no primeiro semestre, de 232 para 217 vítimas.

 

“Terminamos o ano passado com reduções históricas de vítimas de crimes letais intencionais. A taxa de 13 homicídios por grupo de 100 mil habitantes atingida pelo DF foi a menor em 35 anos. Com isso, já sabemos que para superar essa marca é preciso investir ainda mais no trabalho integrado entre as forças e no planejamento das ações”, destacou o secretário de Segurança Pública, delegado Anderson Torres.

 

Uma das preocupações da SSP-DF, com o isolamento social, foi o possível aumento da violência contra a mulher, sobretudo o feminicídio. Os setores estatísticos e de Inteligência da SSP-DF iniciaram um acompanhamento desde o início da pandemia e no semestre, os feminicídios caíram 46%, de 15 para oito casos, no comparativo com o mesmo período do ano passado.

 

Desafios pós-pandemia

A capacidade do sistema de segurança pública em se adaptar de forma rápida a nova realidade social por causa da pandemia garantiu, em grande parte, a queda em praticamente todos os crimes no primeiro semestre. “O primeiro grande desafio, ainda no início da pandemia, foi estabelecer ações rápidas para controlar a doença nas forças de segurança, para que os profissionais pudessem exercer suas funções com plenitude”, observou Torres.

 

Para o segundo semestre do ano, a SSP-DF continuará realizando ações planejadas, de acordo com a dinâmica social e criminal. “Vamos estabelecer metas e ações para essa nova fase. Além disso, faremos o monitoramento desse trabalho integrado e analisaremos o resultado. Nossa prioridade é continuar a preservar vidas”, ressaltou o secretário.

 

Debate sobre o assunto

Nesta sexta-feira (10), a SSP-DF vai realizar um debate virtual sobre os índices criminais e a produtividade policial das forças de segurança. Os entrevistados – o subsecretário de Operações Integradas Márcio Vasconcelos, o chefe da comunicação social da PMDF coronel Souza Oliveira e a diretora de Análise Técnica e estatística a delegada Carolina Litran – farão a divulgação das informações durante uma live, pelo perfil da pasta no Instagram.