Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
23/04/20 às 17h48 - Atualizado em 23/04/20 às 17h52

📊 Balanço sobre a Covid-19 no sistema penitenciário – quinta-feira (23/04)

COMPARTILHAR

Da Ascom – SSP/DF

 

A Subsecretaria do Sistema Penitenciário (Sesipe), vinculada à Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal (SSP-DF), informa que, até as 17h desta quinta-feira (23), 36 policiais penais seguem com teste positivo para o coronavírus e um se encontra recuperado. Em relação aos reeducandos, 98 foram confirmados com a Covid-19 e um se recuperou da doença.

 

O cenário atual indica, até o momento, 134 casos ativos e dois recuperados. Parte dos que testaram positivo ainda aguarda a contraprova, ou seja, os números podem sofrer alterações nos próximos levantamentos. Não há caso grave entre os contaminados.

 

Três internos que apresentaram sintomas moderados da doença foram internados, por precaução, no Hospital Regional da Asa Norte (HRAN). Destacamos que internos que por ventura apresentem algum tipo de agravamento no estado de saúde são imediatamente encaminhados para o HRAN.

 

Dos policiais penais confirmados, 11 são do Centro de Detenção Provisória (CDP), 19 do Centro de Internamento e Reeducação (CIR) e seis da Penitenciária do Distrito Federal II (PDF-II). Dos internos, 37 são do CDP, 53 do CIR, quatro da Penitenciária do Distrito Federal I (PDF I) e quatro da PDF-II. O policial penal e o reeducando recuperados são do CDP.

 

Do total de reeducandos identificados com o vírus, oito foram diagnosticados assim que chegaram ao CDP no dia 15 de março. Eles cumpriam quarentena e foram testados antes de dividirem as celas com os demais internos, o que comprova a importância do período de isolamento de 14 dias como medida preventiva. A iniciativa foi adotada antes mesmo da identificação dos primeiros casos da Covid-19 no ambiente carcerário.

 

Em trabalho conjunto com a Secretaria de Saúde (SES), a SSP/DF vem intensificando cada vez mais as medidas para combater o coronavírus no sistema penitenciário do DF. São elas:

 

Ações recentes

– Cadastros de visitantes com vencimento entre os dias 19 de março e 1º de junho, terão sua data de validade estendida até o dia 15 de junho. A medida vai beneficiar mais de 3,5 mil pessoas;

 

– A partir desta semana, as unidades prisionais passam a permitir o envio de cartas entre internos e familiares por meio de aplicativo de mensagens. Cada presídio recebeu quatro celulares para essa operação. (veja matéria)

 

– Fase final do estudo de viabilização da ocupação de dois blocos, dentre os 16 que estão sendo construídos no novo Centro de Detenção Provisória (CDPs), no Complexo da Papuda. Os blocos serão destinados como opção ao isolamento de presos positivos para o coronavírus e têm capacidade para 400 internos;

 

– O Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) repassou à Sesipe equipamentos de proteção individual (EPIs) para policiais penais e internos. São máscaras, luvas e álcool em gel, itens a serem divididos entre as unidades prisionais. O material foi entregue neste fim de semana. (https://bit.ly/3cD7x1z);

 

– Suspensão das visitas aos reeducandos até o dia 24 de abril. A medida, iniciada em 12 de março, está alinhada às ações do Governo do Distrito Federal (GDF) voltadas para a prevenção do contágio pelo novo coronavírus;

 

– Atendimento dos advogados aos internos passou a ser feito por videoconferência. A implementação está sendo feita em todas as unidades prisionais de forma gradativa. Mais informações acesse link;

 

– Início da vacinação contra a gripe de servidores e reeducandos do Sistema Penitenciário. Sentenciadas da Penitenciária Feminina do Distrito Federal (PFDF) já foram imunizadas. Previsão é que todos os sentenciados estejam vacinados contra influenza em duas semanas;

 

– Desinfecção do CIR, nesta quarta-feira (15), realizada pelo Exército Brasileiro. Após a limpeza, os militares deram instruções aos policiais penais de como usar adequadamente os Equipamentos de Proteção Individual (EPI) e a fazer a assepsia de superfícies. A ação teve início nesta segunda-feira (13), com a limpeza do CDP, realizada pela Vigilância Ambiental do DF;

 

– Serviço de informação via telefone, com o objetivo de repassar aos familiares, de forma individualizada, o estado de saúde dos internos testados positivos para a Covid-19;

 

Outras medidas de prevenção

– Todos os presos que possivelmente tenham tido algum contato com aqueles que já testaram positivo para o novo coronavírus estão sendo monitorados diariamente por meio das equipes de saúde dos presídios;

 

– A Sesipe, por meio da Escola Penitenciária (Epen), está repassando vídeos educativos aos servidores com orientações sobre a prevenção do coronavírus;

 

– Corpo de Bombeiros produziram 200 litros de álcool glicerinado e etílico 70º para o Sistema Penitenciário;

 

– Avaliação médica e aplicação de testes rápidos para diagnóstico do vírus em todos os 332 internos e 126 agentes da ala em que os primeiros casos foram detectados. Destes casos, 13 testaram positivo;

 

– Consultórios específicos, com médicos, enfermeiros e outros profissionais da saúde foram montados nas unidades prisionais para avaliar suspeitas de coronavírus;

 

– Instalação de hospital de campanha com dez leitos equipados com suporte de ventilação mecânica e 30 leitos de retaguarda para ventilação no Complexo da Papuda;

 

– Afastamento e isolamento de todos os agentes penais e reeducandos que estiverem com a doença;

 

– Higienização diária das celas com Hipoclorito de Sódio, componente da água sanitária. O banho de sol tem sido feito em separado e por mais tempo;

 

– Limitação das transferências de pessoas presas – homens e mulheres – da Divisão de Controle e Custódia de Presos (DCCP), localizada na sede da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), no Parque da Cidade, para o Centro de Detenção Provisória (CDP) ou Penitenciária Feminina do Distrito Federal (PFDF), para só uma vez por semana. Anteriormente, eram feitas duas vezes por semana;

 

– Intensificação das triagens de internos que chegam às unidades prisionais. Isso inclui vacinação e avaliação médica realizada pela equipe de saúde;

 

– Implementação da quarentena de 14 dias aos presos recém-chegados ao CDP e a PFDF. Somente após este período eles são encaminhados para a convivência comum com outros presos;

 

– Encaminhamento ao hospital e isolamento em cela separada de qualquer interno que apresente sintomas da doença. Os direcionamentos são feitos pela equipe medica da unidade prisional;

 

– Todos os idosos das seis unidades prisionais do DF foram transferidos para o CDP, exceto mulheres internas da PFDF, e estão isolados da massa carcerária;

 

– A higienização de celas e viaturas foi reforçada. Cartilhas e material informativos foram distribuídos a servidores. As informações foram repassadas aos reeducandos;

 

– Os servidores da Sesipe só estão realizando o Serviço Voluntário de Execução Penal (SVEP) em suas unidades de origem;

 

Destacamos ainda que a Sesipe está seguindo orientações dos profissionais da Secretaria de Saúde do DF (SES), específicas para o ambiente carcerário, por meio de palestras e vídeos enviados por meio de WhatsApp.