Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
1/11/19 às 12h11 - Atualizado em 1/11/19 às 12h39

?? SSP/DF realiza cerimônia cívico-militar nesta sexta-feira (1º)

COMPARTILHAR

Adriana Machado e João Roberto, da Ascom – SSP/DF

 

Com a participação dos alunos do Colégio Dom Pedro II, que tocaram e cantaram os hinos Nacional e de Brasília, a Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal (SSP/DF), realizou a sétima edição da Solenidade de Hasteamento de Bandeiras. Servidores e convidados participaram do evento, que ocorreu nesta sexta-feira (1), no estacionamento do edifício sede da Pasta.

 

A cerimônia, realizada mensalmente pela SSP/DF, foi instituída pela Portaria nº 37, em março deste ano, e a cada edição é organizada por uma das nove subsecretarias da pasta.

 

Durante a cerimônia, o secretário de Segurança Pública, o delegado federal Anderson Torres, falou dos principais resultados do mês de outubro, como a opção do modelo de cogestão para os novos presídios, o serviço voluntário para agentes penitenciários e a criação do sistema de recompensas no DF. “Agradeço a todas as subsecretarias e forças de segurança pelo empenho e pelos excelentes resultados que a Segurança Pública vem conquistando este ano. Em novembro temos alguns desafios a serem cumpridos, como a reunião da cúpula dos BRICS e a Copa do Mundo Fifa Sub 17, que está em andamento”.

 

A Subsecretaria de Ensino e Valorização Profissional (Sevap) foi responsável pela organização do evento neste mês. Desta vez, a homenagem foi feita aos servidores indicados pelos subsecretários pelos serviços prestados neste ano. Para o agente de execução penal, André Almeida, mais que um prêmio individual, a homenagem se estende a toda a categoria. “Vejo isso como o reconhecimento da nossa carreira. Mostra que nós, agentes penitenciários, somos pessoas cada vez mais capacitadas a contribuir de forma positiva com a Segurança Pública do Distrito Federal”.

 

Servidor escolhido como destaque da Subsecretaria do Sistema de Defesa Civil, o tenente-coronel Sinfrônio Lopes, coordenador de operações, dedicou a homenagem a toda sua equipe. “Temos um grupo unido, de heróis e de heroínas, que arrisca a vida em prol da sociedade. Por isso, essa homenagem não é minha e sim de toda a Defesa Civil”.

 

O evento foi dedicado ao Dia da Bandeira, que será comemorado no próximo dia 19 de novembro. Por conta disso, uma bandeira com as medidas da que fica no mastro da Praça dos Três Poderes foi afixada na fachada do prédio. O símbolo foi cedido pela Academia do Corpo de Bombeiros. A campanha Novembro Azul, criada para alertar a sociedade, em especial aos homens, quanto à prevenção e diagnóstico precoce do câncer de próstata. Laços azuis, símbolo da ação, foi distribuída aos presentes.

 

Também estiveram presentes na cerimônia a secretária da Mulher, Érica Filipelli, e titulares das forças de segurança.

 

A banda
A banda do Colégio Dom Pedro II é composta por cinquenta alunos a partir do 5º ano ao ensino médio. Os instrumentistas de sopro e percussão têm no repertório musical temas militares, hinos, canções, além de músicas populares e internacionais.

 

A aluna Isadora Barbieri, do de 16 anos, integrante da banda há cinco, pretende continuar a tocar trompete, instrumento escolhido por ela para estudar. “Fui incentivada pelos meus professores a ingressar na Escola de Música de Brasília. Até fazer parte da banda, não sabia tocar nenhum instrumento. Nós nos sentimos muito honrados em poder representar o colégio por meio da música”.

 

Os ensaios ocorrem no contraturno escolar. O ingresso é voluntário e a partir dos 10 anos. Os interessados passam por três fases: primeiro aprendem a ler partituras, depois passam pelo processo de musicalização na flauta doce e por último aprendem os instrumentos de sopro da banda. “Somente depois deste processo os alunos passam a tocar o repertório da banda e participam dos ensaios e apresentações da banda”, contou a percussionista e regente da banda, a subtenente Luciana de Oliveira.

 

Há dois anos e meio à frente da banda, a maestrina contou que a banda já participou de eventos importantes, mesmo fora do ambiente escolar e militar. “No último mês, fizemos um concerto junto da Escola de Música de Brasília”.

 

Edição Lanna Morais
Foto: Maurício Araújo

 

Confira a galeria de fotos:

Hasteamento de Bandeiras